O Teatro Mágico = amor à primeira vista

Tive meu primeiro contato com esse espetáculo no dia 15 de abril e me apaixonei. Não somente pelas músicas que tem letras magníficas, mas pelo grupo em si. é algo que eu nunca tinha visto antes, nada parecido, realmente foi amor à primeira vista. Não tem nem como explicar, só assistindo mesmo pra saber. e é uma pena que muita gente não conheça, exatamente quem devia conhecer e saber o que eles tem a dizer, o que eles nos fazem pensar a respeito da tv, a respeito de muitas outras mídias que nos deixam alienados e que nos manipulam fazendo-nos pensar como eles desejam…. não vou mais escrever porque vai se tornar muito polêmico… mais aí vai um trechinho de uma música linda, e o link deles pra quem quiser:

Será que a sorte virá num realejo?
Trazendo o pão da manhã
A faca e o queijo
Ou talvez… um beijo teu
Que me empreste a alegria… que me faça juntar
Todo resto do dia… meu café, meu jantar
Meu mundo inteiro…
que é tão fácil de enxergar… E chegar

O Teatro Mágico

Mesmo que mude

Ela vai mudar,
Vai gostar de coisas que ele nunca imaginou
Vai ficar feliz de ver que ele também mudou
Pelo jeito não descarta uma nova paixão
Mas espera que ele ligue a qualquer hora

Para conversar
E perguntar se é tarde pra ligar
Dizer que pensou nela
Estava com saudade
Mesmo sem ter esquecido que

É sempre amor, mesmo que acabe
Com ela aonde quer que esteja
É sempre amor, mesmo que mude
É sempre amor, mesmo que alguém esqueça o que passou

Ele vai mudar,
Escolher um jeito novo de dizer “alô”
Vai ter medo de que um dia ela vá mudar
Que aprenda a esquecer sua velha paixão
Mas evita ir até o telefone

Para conversar
Pois é muito tarde pra ligar
Tem pensado nela
Estava com saudade
Mesmo sem ter esquecido que

É sempre amor, mesmo que acabe
Com ele aonde quer que esteja
É sempre amor, mesmo que mude
É sempre amor, mesmo que alguém esqueça o que passou

Para conversar
Nunca é muito tarde pra ligar
Ele pensa nela
Ela tem saudade
Mesmo sem ter esquecido que

É sempre amor, mesmo que acabe
Com ele aonde quer que esteja
É sempre amor, mesmo que mude
É sempre amor, mesmo que alguém esqueça o que passou

(Bide ou Balde)

Guilty undertaker sighs

Lonely organ grinder cries

Silver saxophone say I

I should refuse you

Cracked bells and washed out horns

Blow into my face with scorn

It’s not that way

I wasn’t born to lose you

 

I want you

I want you

I want you

So bad

 

Drunken politicians leap

Under the streets where mothers weep

Saviours lying fast asleep

They wait for you

I wait for them to interrupt me

Drinking from my broken cup

And ask for me

To open up the gate for you

 

I want you

I want you

I want you

So bad

 

All my fathers, they’ve gone down

True love, they live without it

And all their daughters, they still put me down

Because I think about it

 

I returned to the Queen of Spades

Talked with my chambermaid

She knows that I’m not afraid to look at her

She’s good to me

There’s nothing she don’t see

She knows where I would rather be

But that doesn’t matter

 

Dancing child with his shiny suit

He spoke to me, I took his flute

No, I wasn’t that cute to him

Was I?

I did it all because

He lied

Because he took you for a ride

Because time was on his side

Because I want you

I want you

I want you

So bad

 Bob Dylan

encontro ou despedidas?

Mande notícias do mundo de lá
diz quem fica
Me dê um abraço, venha me apertar
tô chegando
Coisa que gosto é poder partir
sem ter planos
Melhor ainda é poder voltar
quando quero

Todos os dias é um vai e vem
a vida se repete na estação
Tem gente que chega pra ficar
Tem gente que vai pra nunca mais
Tem gente que vem e quer voltar
Tem gente que vai e quer ficar 
Tem gente que veio só olhar
Tem gente a sorrir e a chorar

E assim chegar e partir
são só dois lados
da mesma viagem
O trem que chega
é o mesmo trem da partida
A hora do encontro
é também despedida
A plataforma dessa estação
é a vida desse meu lugar
é a vida desse meu lugar
é a vida...

Maria Rita

é a vida é assim mesmo, mas não vamos nos conformar, por favor!

Começou de súbito
A festa estava mesmo ótima
Ela procurava um príncipe
Ele procurava a próxima

Ele reparou nos óculos
Ela reparou nas vírgulas
Ele ofereceu-lhe um ácido
E ela achou aquilo o máximo

Os lábios se tocaram ásperos
Em beijos de tirar o fôlego
Tímidos, transaram trôpegos
E ávidos gozaram rápido

Ele procurava álibis
Ela flutuava lépida
Ele sucumbia ao pânico
E ela descansava lívida

O medo redigiu-se ínfimo
E ele percebeu a dádiva
Declarou-se dela o súdito
Desenhou-se a história trágica

Ele enfim dormiu apático
Na noite segredosa e cálida
Ela despertou-se tímida
Feita do desejo a vítima

Fugiu dali tão rápido
Caminhando passos tétricos
Amor em sua mente épico
Transformado em jogo cínico

Para ele uma transa típica
O amor em seu formato mínimo
O corpo se expressando clínico
Da triste solidão a rubrica

música legal Kid Abelha

eu tou tentando largar o cigarro
eu tou tentando remar meu barco
eu tou tentando armar um barraco
eu tou tentando não cair no buraco 

eu tou tentando tirar o atraso
eu tou tentando te dar um abraço
eu tou penando pra driblar o fracasso
eu tou brigando pra enfrentar o cagaço

eu tou tentando ser brasileiro
eu tou tentando saber o q é isso
eu tou tentando ficar com Deus
eu tou tentando q Ele fique comigo 

eu tou fincando meus pés no chão
eu tou tentando ganhar um milhão
tou tentando ter mais culhão
eu tou treinando pra ser campeão

eu tou tentando ser feliz
eu tou tentando te fazer feliz

eu tou tentando entrar em forma
eu tou tentando enganar a morte
eu tou tentando ser atuante
eu tou tentando ser boa amante

eu tou tentando criar meu filho
eu tou tentando fazer meu filme
eu tou chutando pra marcar um gol
eu tou vivendo de roquenrol