isso serve para provar que as redes sociais são ótimas….

http://www.bluebus.com.br/show/2/99379/1_mapa_atualizado_das_comunidades_online_agora_e_por_atividade_social

Anúncios

Orgulho de ser brasileiro?

Eu nunca manifestei minha opinião política em público, até votei pro Lula. Mas não consigo engolir o que está acontecendo com o nosso país. Um presidente que se isenta de responsabilidades, que não sabe o que está acontecendo. Eu to revoltada, e o pior é que muita gente também tá, só que ninguém faz nada, parece até que aceitam a situação. Ou tão esperando a solução cair do céu?  Cadê os revolucionarios que aderiam as causas humanitárias e sociais? Viraram capitalistas? (claro eu admito que não sou contra o capitalismo, mas a falta de caráter aaahh eu sou sim) Cadê os que sempre lutaram por direitos iguais?

Quem quiser saber mais e expressar o que sente veja matéria no G1,  na qual o Lula ta dizendo que o que ta acontecendo no senado não é problema dele, que ele não votou no Sarney para presidente, e quem tem resolver são os senadores que votaram.  Por favor!

E você, tem orgulho de ser brasileiro? Eu não.

A comunicação…

Falando mais um pouco do mundo da propaganda.

Analisando alguns comerciais, alguns meios e veículos de comunicação e, dando maior atenção a alguns, percebi o quanto isso me fascina cada dia mais. Empiricamente descobri que é fundamental analisar o comportamento e os hábitos do consumidor para entender o que ele prefere, e o que mais precisamente deseja. Atingir esse lado emocional do individuo se torna mais fácil quando descobrimos o que realmente ele quer, seria ótimo, se sempre conseguíssemos “criar” esse desejo que é o que a propaganda pretende.

TV – Sem perceber deixamos que tudo isso faça parte de nossas vidas. Somos atingidos todos os dias por mensagens que nos auxiliam em todo o tipo de escolha, desde a escova de dentes até o carro que dirigimos. (aqui estou falando como consumidor, ainda não dirijo meu carro, mas com certeza sei que o que motiva a escolha por determinado modelo é, sem dúvida a propaganda, entre outros fatores, é claro) e é assim com tudo em nossa vida. Não sei se todas as pessoas já pararam pra pensar nisso, mas até a maneira com que a gente vive, vivencia algo é influencia de algum meio/veículo de comunicação. Muitas vezes não tempos opção de escolha a determinado programa jornalístico ou de entretenimento, somos forçados a aquilo e ponto. Claro que ninguém é obrigado a ver novela se isso não lhe der prazer, mas é o que é mais cômodo e é exatamente o que influencia a nossa forma de agir perante muitas situações. Se é uma influencia negativa ou positiva não cabe a mim julgar, cada um viva como queira desde que não invada a liberdade alheia. Porém, acredito que existem muitas outras formas de entretenimento mais saudáveis e que trazem muito mais conhecimento e repito: na maioria das vezes não se tem escolha, ou é acomodação mesmo! É, é acomodação! Claro, dá pra fazer tanta coisa e vez de ficar em frente a televisão, basta ser criativo, e começar e eu acho que vou começar…

um pouco de conteúdo agora..

Como eu sempre digo, a crise é a oportunidade se criar novos negócios, é quando surgem novas idéias. E para provar que a crise econômica mundial em que nos encontramos não traz apenas pontos negativos a Revista Meio Digital dos meses de Maio e Junho deste ano, publicou matéria a respeito da publicidade digital. Acontece que algumas empresas se reuniram num consórcio para testar novos formatos de vídeo online o que está se tornando cada vez mais popular, porém ainda não superou a TV, claro.  Dentre os anunciantes estão a Yahoo, a Coca-Cola. Estão sendo criados padrões para os formatos do vídeos no qual os anunciantes se comprometem a cumprir.

Sempre considerei a internet uma mídia excelente para anunciantes e agências. Acredito que a interatividade é o que provoca um certo desejo nas pessoas. O vídeo digital além de poder ser visto a qualquer hora (diferente da TV em que o espectador precisa estar exposto para receber a mensagem) pode ser escolhido pelas pessoas, ou seja quando alguém escolhe ver determinado anuncio está ainda mais propenso a adquirir o produto ou serviço.

Várias empresas já estão apostando alto no meio digital. Em outra matéria sobre o assunto na mesma revista, percebe-se que o público da internet está se tornando cada vez mais diversificado e que não é mais somente as classes mais altas que tem acesso, isso torna possível a divulgação de produtos que geralmente vemos apenas em TV ou mídia impressa.

Fonte: Revista Meio Digital maio/junho/2009 Edição 10.

www.meiodigital.com.br

Humilde homenagem…

Hoje, primeiro de julho, acaba o período que chamamos de experiência em um trabalho – são três meses, pra ver se a empresa aprova vocêe principalmente se você se adapta a empresa.  Quando escolhi Publicidade e Propaganda, eu não tinha  certeza de nada, afinal, o que se sabe da vida com dezoito anos de idade. 

No decorrer do curso eu pensava que não era bem aquilo que eu desejava para o meu futuro e, pra provar que as pessoas são “metamorfoses ambulantes”, quando chegou na hora de fazer a Monografia, lembrando que já faz mais que um ano, eu tive certeza: adoro a profissão que eu escolhi, esse um tanto lúdica me deixava fascinada.

Veio a formatura, e a pior fase de tudo isso, oito meses desempregada. Até que então o meu currículo foi encontrado no meio de tantos outros com data de 2006 ainda, nesse momento foi sorte. Fiz um teste, meio com medo ainda, a entrevista e comecei tres dias depois, a partir daí eu passaria por um período de aprendizado, foi o que aconteceu. Um colega bem especial e atencioso que até aquele momento eu conhecia apenas de vista, pois éramos colegas de ônibus, me ensinou tudo que ele tinha aprendido. Eu estava cada dia mais deslumbrada, adorando toda aquela equipe e principalmente o trabalho.

Quando fez aproximadamente quinze que eu estava trabalhando, pronto! Fui inserida no grupo de amigos mais chegados dentre os colegas, daí sim, me senti melhor ainda, que maravilha.

No último sábado, para comemorar essa etapa que se finda, resolvemos na última hora, (c0mo disse a Angela no seu post) que faríamos uma janta para nos reunirmos mais uma vez. Aquela noite foi comemoração mesmo. Como é agradável ter colegas que se possa chamar também de amigos. Algo que eu se quer imaginava que aconteceria, trabalhar na Vang aconteceu e a cada dia eu gosto mais. Espero também que os demais colegas tenham o mesmo sentimento e principalmente que eu consiga realizar plenamente o meu trabalho, deixando claro que todas as críticas e sugestões são bem vindas.

Obrigada, mesmo galera por todo o acolhimento e espero que isso dure ainda muito tempo e que a minha jornada aqui seja cada dia mais promissora.

 

Beijos da Emili (A DOIDA)